Associação Livre

Surpresa

Por Aline Sieiro em 25/02/2008 00:45


Essa semana vi dois filmes que baixei por curiosidade. Achei que não iam valer nada, e me surpreenderam.

O primeiro, Martian Child, achei que seria um daqueles dramas só pra chorar e depois nem lembraria. Que nada, a história é linda, e o menino que escolheram pra fazer o papel é comovente e cativante. A história é muito bonita, e nos tempos de egoismo que vivemos, toca no fundo.

O segundo, Into the wild, é o tipo de filme que demora pra gente entrar. Nos primeiros minutos a gente pensa que vai ser um filme denso e chato. Denso ele é, mas nada chato. Conta a comovente historia real de um jovem profundo demais pro nosso tempo, que decide se aventurar na sua viagem ao Alaska para se conhecer melhor. É profundo, é comovente, um daqueles filmes que nos fazem pensar nos caminhos de nossas vidas.

E a foto real dele nos hipnotiza.

Categorias: Cinema Sem Comentários

Comentários

Ainda não existem comentários para este post.

Enviar um Comentário