Associação Livre

The nines

Por Aline Sieiro em 19/01/2008 00:29

A questão é que eu estou passada com essa porra desse filme. É o tipo de filme que não dá respostas e só deixa a gente cheio de pergunta, e transtornado. Que porra é essa?

Sempre que fico assim, dou uma olhada geral nos comentários do filme. Tem pouca coisa, em parte acredito porque o filme é típico daqueles que não fazem a cabeça dos Hollywoodianos e nos faz refletir. Em parte porque acho que a distribuição dele não foi boa, nem sei se chegou nos cinemas brasileiros. Quem pouco fala dele, fala mal, mas também analisando os comentários, quem não entende tende a não gostar do que vê. Foi assim com Amnésia, foi assim com Vanila Sky, e é sempre assim com filmes assim. E são sempre filmes assim que eu PIRO.

Tá, não queria falar do filme pra não estragar a graça de quem quer ver. Um conselho? Veja. Parece meio maluco no começo, mas believe me, fara sentido, pelo menos um pouco, hahahah.

Pra quem é vidrado em jogos como The Sims ou mesmo Second life, vai pirar um pouco com a idéia do filme. Pra mim foi fantástico. Porque acho que a gente se vê um pouco nos dilemas finais do cara. A cena então que as pessoas têm aqueles brilhos na cabeça, tipo The Sims, pirei, muuuuito bom.

Enfim, se eu falar mais, conto tudo. Filme fantástico. O final faz a gente pensar bastante sobre as realidades paralelas que a gente cria na vida pra fugir de viver a nossa propria vida. E fica na cabeça a pergunta sobre o que é real, e o que se torna real na vida de uma pessoa…

AMEI! Não tenho palavrões suficientes pra dizer o quanto.

http://www.youtube.com/watch?v=Esmn3_7I2_Y

http://www.imdb.com/title/tt0810988/

FUI

Categorias: Cinema 2 Comentários

Comentários

  1. olha !!!
    deve ser muito bom mesmo vou procura-lo !!!
    obrigada pela dica !!!

  2. Acabei de rever o filme e talvez The Nines enfoque teorias de ser multidimensional e realidades simultâneas. A escala numérica de 10 – Deus, 8 – Coalas, 7 – Macacos e 9 – ser multidimensional é uma jogada do diretor. Além disso, mostra que o personagem principal (9), esqueceu de sua condição multidimensional e se apegou extremamente á realidade linear dos seres humanos (7) E me parece que os personagens (Sarah, Susan e Sierra) são (9), pois buscam despertar o personagem principal de sua condição multidimensional. Notem que o personagem principal deixa a matéria corporal, tornando-se um bólido luminoso e arremessado ao espaço sideral ao final do filme. Segue um apanhado teórico, filosófico e científico da teoria quântica multidimensional – “Ser um humano multidimensional é estar conscientemente em vários locais diferentes ao mesmo tempo, pois existimos em diversas realidades. Vocês já devem ter ouvido falar que existem outras porções de vocês mesmos que estão muito mais unidas e que sabem muito mais que vocês, pois é, isso é verdadeiro, então, como vamos poder saber quando esses outros aspectos do nosso ser vão começar a se manifestar? Aí então, começaremos a descobrir aspectos nossos que existem no não físico, ou partes de nós que vivem de outra forma, desenvolvendo outros potenciais e até mesmo, vivendo em outros planetas.” danielbrasilsm@hotmail.com

Enviar um Comentário